Fela Kuti na Broadway

“Não foi uma vida qualquer”. Assim inicia a resenha do Globo sobre “FELA!”, a montagem da Broadway acerca da vida de Olufela Olusegun Oludotun Ransome-Kuti, ou apenas Fela Kuti. E de fato não foi.

Nascido em Abeokuta, Nigeria, a 15 de outubro de 1938, foi multiinstrumentista e ativista político por excelência; tornou-se lenda. Nascido em família de classe média e em berço revolucionário (pra se ter ideia, sua mãe, feminista atuante, foi a primeira mulher a dirigir um automóvel no país) esteve sempre envolto em polêmicas. Detido incontáveis vezes pelo exército nigeriano, poligâmico (teve 27 esposas), morreu de AIDS em agosto de 1997 – dava declarações contra o uso de preservativo.

Fela Kuti dedicou a vida ao enfrentamento militar e à reinvenção da música, fazendo dela sua arma de protesto. Viveu também em Londres e nos Estados Unidos, bebendo do funk e do jazz, com os quais somou a música africana, sendo o pioneiro do Afrobeat, como ficou conhecida essa mistura quente e rica em ritmos.

Partindo daí, doze anos após sua morte, só poderíamos esperar uma produção à luz da revolução trazida pelo maior astro nigeriano na música. Considerando as críticas recebidas por setores de peso da imprensa como USA Today e Time, elegendo-a uma das melhores montagens do ano e melhor musical do ano, devemos crer que sim. A peça reproduz um clube (Afrika Shrine) onde Fela tocou por noites e mais noites com suas bandas (a mais famosa ficou conhecida como Africa 70), e já virou sensação de público e crítica.

A homenagem da VooDoo a esse gênio da música mundial pode ser vista em nosso logotipo. Seu olhar visionário nos brindou com fusões inebriantes de danças e ritmos irresistíveis, explorando o corpo e toda a sua musicalidade, ao som de instrumentos impecavelmente executados.

A sessão Videos VooDoo tem videos e músicas do Fela Kuti. Confere e curte!

Informações sobre o espetáculo: http://www.felaonbroadway.com/

Fontes:

http://www.allmusic.com/cg/amg.dll?p=amg&sql=11:0cftxqq5ld6e

http://pt.wikipedia.org/wiki/Fela_Kuti

________________________________________________________

Kool and the Gang em Havana

No último dia 20, domingo, a banda Kool and the Gang, pioneira e uma das mais populares no R&B, soul, funk e disco, se apresentou em Havana, capital cubana.

Foto: AP

(Foto: AP)

“Estamos aqui pela música. Viajamos por todo o mundo e a nossa mensagem é o amor, entendimento e união”, disse o baixista e cantor Robert ‘Kool’ Bell, líder do grupo. “Nós não viemos como políticos, estamos aqui como músicos”, completa. Eles são os primeiros artistas americanos a tocar em Cuba desde 2005, quando a banda Audioslave se apresentou no país.

Fonte: G1

________________________________________________________

Funkalister no Ocidente Acústico nesta quinta, 10/12

A Funkalister foi formada em 2002, em Porto Alegre, pelos músicos Chico Paixão, Everton Velasquez, Vicente Guedes e Gilberto Ribeiro Jr. O objetivo inicial era criar temas instrumentais baseados na liberdade para improvisações.

Sua principal influência é a música negra, principalmente o Funk dos anos 70, passando pelo Rock, pelo Jazz e chegando até ao Samba.

A banda busca uma sonoridade típica das décadas de 60 e 70. O groove de baixo e bateria são fundamentais, e se misturam com teclados eletro-macânicos e analógicos tais como sintetizadores, pianos elétricos e clavinetes, além do naipe de sopros bem atuante formado por trompete, sax, trombone e flauta.

Da fonte inesgotável do universo musical, podem ser destacados como importantes influências as obras de Eumir Deodato, Banda Black Rio, Robson Jorge e Lincoln Olivetti, João Donato, Parliament-Funkadelic, James Brown e Stevie Wonder.

Com o passar do tempo a banda cresceu, tomou corpo e em 2006 nasceu o primeiro disco, “Volume 1”, que rendeu seus frutos, inserindo músicas em aberturas de programas de rádio como o “Programa das 7” (Guaíba), “Esporte Total” (Band), “Balanço Ipanema”, “College”, “N-coisas” e “A vez do Brasil” (Ipanema FM), na trilha sonora do filme “Andes Crossing” e também no livro “Em sintonia com a música”, voltado para o público jovem.

O dia-a-dia de empenho, trabalho e criatividade trouxe maturidade suficiente para que a banda voltasse ao estúdio para gravar um novo disco de músicas inéditas, outra vez independente. As gravações ocorreram entre 2007 e 2008 e contaram com participações de alguns parceiros musicais.

O segundo disco, “Volume 2”, foi lançado em outubro de 2008 e obteve ótimos resultados. Muitas de suas músicas também são usadas de trilhas para programas, além dos DJ’s, que sempre tocam a banda em suas festas de “Black Music”.

Hoje em dia, a banda se dedica a fazer shows pelo estado e trabalha composições novas para um próximo disco.

Serviço:
O QUE: “Ocidente Acústico” – Edição 536
Show com FUNKALISTER
QUANDO: quinta-feira, 10 de dezembro de 2009 – 22 horas
QUANTO: Ingressos a R$ 15,00 (quinze reais). Cons. Mínima Isenta.
ONDE: Bar Ocidente – João Telles esq. Osvaldo Aranha
INFORMAÇÕES: 51 3312 1347 – http://www.ocidente.com.brhttp://www.reimagroproducoes.com
Produção e realização: Rei Magro Produções
http://www.reimagroproducoes.com
reimagro@hotmail.com – (51) 9142.1589

(fonte: http://www.rockgaucho.com.br)

Vale lembrar que a VooDoo tem em seus sets presença marcante da banda, além de eventuais parcerias na discotecagem dos shows, sempre vibrantes.

Atração imperdível.

________________________________________________________