Programa VooDoo deste domingo, 30/10

O Programa VooDoo desse domingo, 30/10, na Ipanema FM, começa às 20h30 devido à jornada esportiva, indo normalmente até as 22h.

Muita coisa boa como ASA, Daktaris, Kokolo, um projeto louco do Shawn Lee, a finada Amy, o Sly nosso de cada dia e umas surpresinhas bacanas. Também a agenda da semana e, claro, umas cortesias pro Bonde VooDoo no Ocidente. Não dá pra perder!

Sintoniza e participa por e-mail (voodoo@ipanema.com.br), ou por Twitter e Facebook do Oster, pedindo teu som ou dando pitaco. Nos 94.9 ou em www.ipanema.com.br.

Também tá rolando promo no Facebook VooDoo! Fica ligado!

Programa VooDoo

IpanemaFM, 94.9 ou www.ipanema.com.br

Nesse domingo, 30/10,
das 20h30 às 22h

Anúncios

[01/11, terça] Bonde VooDoo no Ocidente #03

A VooDoo, literalmente, vai abrir nosso mês de novembro: mais uma vez, outra véspera de feriado, nosso Bonde vai ocupar a esquina da Osvaldo com a João Telles e sentar praça até que outro dia amanheça nas copas de uma Redenção preguiçosamente matinal.

Juliano Oster homenageia um professor e recebe um monstro da Velha Guarda de Porto Alegre na pista principal: a homenagem vai para o DJ Gê Powers, que completa 40 anos de ação na noite gaúcha, e a Equipe VooDoo tem a maior felicidade de finalmente anunciar DJ Edinei como convidado nos deques: com mais de 30 anos de discotecagem e passagem como residente no lendário Porto de Elis, Edinei dedicou-se posteriormente à programação de rádio, à pesquisa e ao comércio de discos e à produção cultural.

Pra selar o compromisso de pista nesta noite de homenagens e resgates, PC Capoeira dança novamente entre nós e, neste caso, as apresentações da lenda se tornam mesmo dispensáveis.

Na pista OX, a VooDoo recebe a Kingston Advice: sons do terceiro mundo que fissuram a hegemonia musical europeia e americana de forma avassaladora! Cláudio Cunha e Léo Garbin destilam o encontro da música jamaicana com outras expressões da música mundial, botando geral pra dançar.

Venha com sapatos confortáveis, como sempre!

Novembrina que começa assim, escreva aí: promete muito!

 

SERVIÇO

Bonde VooDoo no Ocidente #03
Residente: Oster
Convidados nos toca discos: DJ Edinei e Gê Powers
Convidado na pista: PC Capoeira, “A Lenda que Dança” (RJ)
Quando: 01/11, terça (véspera de feriado), 23h59
Local: Ocidente, João Telles esquina Osvaldo Aranha
Quanto: $25 na hora
$20 antecipado na Lancheria do Parque; no almoço do Ocidente; e na Donuts Shop (Lopo, 108)

Pista Ox: Kingston Advice (Léo Garbin & Cláudio Cunha)

 : : Os 100 primeiros pagantes ganham uma cerveja de cortesia! : :

 

A arte desta edição teve ilustração do Renan Santos e finalização do Andrio Catilio.

 

Bootsy Collins, 60 anos

Ontem, 26 de outubro, o grande baixista e músico do funk 70’s, William “Bootsy” Collins, que afora sua virtuosa carreira solo integrou nada mais, nada menos, que The J.B.’s e Parliament Funkadelic, chegou aos sessentinha!

Um dos maiores nomes da história do funk, Bootsy começou cedo, e parece não querer parar. Em 1968, junto com seu irmão Phelps Catfish Collins, fundou os Pacesetters, que posteriormente foi chamada pra ser a banda de apoio de… JAMES BROWN. E foi esse conjunto que passou a ser chamado de J.B.’s. Os originais! A exemplo dos músicos anteriores, surgiram grandes dificuldades de relacionamento com o Mr Dynamite, rompendo o vínculo. Entre outros, gravou clássicos como Sex Machine, Super Bad e Soul Power.

Logo depois foi apresentado a GEORGE CLINTON, líder do Parliament Funkadelic, pra onde foi com alguns dos músicos dos J.B.’s, incluindo seu irmão. Iniciou-se uma época muito produtiva em sua carreira, pois além de integrar ativamente alguns discos do grupo (em seu auge), como o America Eats Its Young (1972), surgiu a ideia da criação de uma banda paralela, a exemplo do que ocorria com todo o conjunto dos músicos liderados e incentivados por Clinton. A Bootsy’s Rubber Band teve Bootsy Collins à frente, com alguns discos fantásticos na segunda metade dos anos 70, sempre com sua baixoleira VIOLENTA. À esquerda, a capa do de estreia, Stretchin Out in Bootsy’s Rubber Band (1976).

Já nos 80’s, em carreira solo, destaca-se o disco The One Giveth, The Count Taketh Away, de 1982. Após um período um pouco sumido dos estúdios e das grandes produções, no final dos anos 80 participou de um clássico da música pop com o grupo Deee-Lite: Groove is in the heart, de 1990.

 

Em 97, o disco Fresh Outta ‘P’ University resgatou seu funk pesado e groovado. De lá pra cá lançou mais alguns discos, sendo o último esse ano, Tha Funk Capital of the World, contando com participações especiais de Samuel L. Jackson, George Clinton, dos rappers Ice Cube e Snoop Dog, do lendário músico Bobby Womack e do seu irmão Catfish Collins, que veio a falecer durante a produção do álbum, ano passado.

Curioso é saber que Bootsy originalmente era guitarrista e tinha em Jimi Hendrix sua grande inspiração. Designado ao baixo nos J.B.’s, tentava transferir seu afã pela virtuose e pelos efeitos no novo instrumento. James Brown, por outro lado, tentava incutir na sua cabeça o chamado “the one”, um ritmo de baixo mais cadenciado, a grande referência do seu soul. Bueno, foi na psicodelia e na loucuragem do Funkadelic que Bootsy se encontrou, posteriormente descarregando tudo na sua Rubber Band. Foi nesse período que criou personagens como o Bootzilla, vestiu fantasias extravagantes, e passou a utilizar o baixo em forma de estrela (space bass), tornando-a seu símbolo nas roupas, chapéus e óculos. Tem em Larry Graham, baixista do Sly & the Family Stone, criador do slap (técnica de baixo diferenciada, tocando com o polegar, num groove pesadíssimo), outra grande influência.

Bootsy chega aos 60 anos em grande forma. Nos últimos anos já ensinou música de forma voluntária e criou a Bootsy Collins Foundation.

Finalizando a homenagem ao peso pesado do funk, confere aqui esse belo tema, bastante recente, gravado com jovens músicos da Peterson Brothers Band, em prol da sua fundação e do John Lennon Educational Tour Bus, uma organização educativa que visa a prover jovens com música, ensaios, performances e demonstrações através de um estúdio móvel que roda os Estados Unidos no interior de um ônibus.

E tente não sorrir. 😉

 

Saiba mais no AllMusic ou no site oficial do Bootsy Collins.

 

Fotos da Noite VooDoo com o 1º FELA DAY RS

Foi numa Noite VooDoo de som impecável, público e músicos de rostos pintados e almas iluminadas que o Opinião abrigou o 1º FELA DAY RS. Culminando com INEBRIANTE apresentação da ABAYOMY AFROBEAT ORQUESTRA, tivemos outra noite histórica na Capital.

Show empolgante, inquietante, hipnótico. A banda executou sons próprios, além do afrobeat do “Black President”. Em Zombie, clássico absoluto, chamaram a participação especial do irmão Tonho Crocco, que encarnou Fela e destruiu. Coroados com uma discotecagem poderosa de Oster & Dr. Caiaffo antes e depois, reeditando a formação original da família VooDoo, tivemos muito afrobeat e muita black music numa homenagem mui digna em Porto Alegre. Confere as belas fotos e a onda que tomou todos nas fotos do Peter Krause no álbum do nosso Flickr.

Um grande toque foram as pinturas da queridíssima Bianca Duarte, dando o tom artístico no visual da plateia, também. Todo mundo queria, nem todos conseguiram. Muitas rainhas se fizeram presentes. A alegria foi dobrada. E a beleza, ampliada. 😉

Agora é se segurar que o Bonde já vai partir. Te antecipa e compra ingresso nos pontos de venda (Lancheria do Parque; almoço do Ocidente; Donuts Shop – Lopo, 108) pra próxima Festa VooDoo no Ocidente, dia 01/11, terça, na véspera de feriado.

 

 

Casa lotada com certeza!

Só não vai quem já morreu.

Tóin.

 

Programa VooDoo novamente com duas horas de duração

Pois bem, bonecada!

O chefe gostou, o público aprovou e é definitivo: novamente o Programa VooDoo, na Ipanema, terá duas horas de duração. A partir de HOJE, 23 de outubro, nosso encontro ritualístico radiofônico dominical (eitcha!) começa às 20h. Em dia de jogos da dupla GreNal no Brasileirão às 18h ou 19h o programa atrasa seu início pra logo após o final da jornada esportiva BandIpanema. Mas, findo o certame da Rede Globo, É Programa VooDoo direto por duas ricas e groovadas horas nas ondas dos 94.9 ou pelo www.ipanema.com.br! Pimba!

E já te conclamamos pra nos agraciar com tua qualificada audiência HOJE: o programa vai fazer uma homenagem a um dos maiores nomes da história do funk e dos grooves universais, o estadunidense WILLIAM COLLINS, mais conhecido por BOOTSY COLLINS. O homem, sinônimo de funk pulsante e suingado, completa 60 anos de idade nesta quarta-feira, 26. Com currículo incomparável, Bootsy tem carreira influente, fez parte de bandas como The J.B.’s e Funkadelic – só pra ter noção – e lançou álbum esse ano! IMPERDÍVEL!

Nosso encontro tá marcado pras 20h de HOJE, em qualquer lugar do mundo, através da IpanemaFM, a “Ovelha Negra”!

 

[1º FELA DAY RS] Fela Kuti, o afrobeat e sua influência no século XXI

Nesta sexta-feira, 21 de outubro, no Bar Opinião, ocorre o 1º FELA DAY RS na Noite VooDoo com show da ABAYOMY AFROBEAT ORQUESTRA. Pela primeira vez Porto Alegre celebra o evento mundial de homenagem a vida e obra de Fela Kuti, músico e ativista político nigeriano, criador do afrobeat, morto em 1997. Confere o video feito pela Catraca Filmes pra divulgação dessa noite histórica.

Fela Kuti usou sua música como arma pra combater os abusos de poder da ditadura nigeriana. Suas letras provocativas, cuspidas com gana, e seu som vibrante e totalmente envolvente se proliferaram e, podemos dizer, viajaram no espaço e no tempo. Hoje, no século XXI, o afrobeat está mais vivo do que nunca, a exemplo do próprio Fela.

Fela

A cada ano, mais e mais lugares celebram o FELA DAY, data criada pra relembrar seu aniversário, em 15 de outubro. Assim o afrobeat vai se espalhando pelo mundo e influenciando cultura e produção musical. Ilustrando isso, reunimos duas matérias veiculadas recentemente: uma exaltando Fela Kuti e sua data; outra falando sobre o afrobeat como referência para diversas novas bandas no mundo.

A Piauí, no próprio dia 15 de outubro, publicou um breve e bom texto sobre Fela Kuti, sugerindo a sensação de que ele “segue vivo”. Biografia, musical na broadway, seus filhos, seus ideais políticos, o afrobeat e bandas atuais. Destaca ainda o documentário “Music is the weapon” e outros videos do músico. Vê a matéria completa aqui.

Abayomy

O Globo fez uma bela matéria sobre o legado de Fela Kuti, iniciando com o recente e premiado musical “Fela!”, produzido por Will Smith e Jay-Z. Depois ainda realça como a África está em alta (culturalmente falando) nos Estados Unidos e na Europa, e como o ritmo de Fela influencia a produção musical contemporânea, citando diversas bandas do chamado Afrobeat Revival, como Antibalas, Budos Band e a própria Abayomy Afrobeat Orquestra, do RJ, atração do nosso 1º FELA DAY RS. Confere a matéria na íntegra.

Na última década já surgiram diversas bandas no velho mundo e na terra do Tio Sam. Agora, no Brasil, o movimento está tomando corpo. Além da Abayomy, primeira do gênero no país, temos a Bexiga 70 de São Paulo, por exemplo, e músicos navegando pelo estilo, como o nosso parceiro Tonho Crocco e sua banda Partenon70 (o Fela Kuti e Africa70 dos pampas!).

Vem com a gente nessa Noite VooDoo com a ABAYOMY pro 1º FELA DAY RS, celebração histórica pra capital gaúcha!

 

[21/10, sexta] 1º FELA DAY RS na Noite VooDoo com show da ABAYOMY AFROBEAT ORQUESTRA

O mês de outubro é marcado, no seu dia 15, pelo nascimento do criador do afrobeat. Em 1938, o músico e ativista Fela Kuti vinha ao mundo predestinado a fazer história através de sua obra artística e política. Depois de seu falecimento, em 02 de agosto de 1997, internacionalmente celebra-se sua memória e a atualidade de seu legado em eventos conhecidos como Fela Day.

A VooDoo, neste ano de 2011, com o intuito de seguir difundindo o tão pouco conhecido ritmo afrobeat no sul do país, bem como de seguir difundindo os princípios libertários pregados e vividos por Fela, tem o prazer de organizar o primeiro evento do tipo em Porto Alegre.

Para capitanear esta noite de africanidades, o palco do Opinião recebe – pela primeira vez em Porto Alegre – a Abayomy Afrobeat Orquestra, a primeira banda de afrobeat formada em nosso país, diretamente do Rio de Janeiro. A Abayomy foi criada para fazer o FELA DAY RJ, reúne 13 músicos do cenário nacional e apresenta um repertório onde clássicos do afrobeat misturam-se a composições próprias e onde as raízes da música africana misturam-se às suas derivações latinas nos ramos originalmente brasileiros.

Abayomy – que, em yorubá, significa encontro feliz –, Fela e toda a nova linhagem do afrobeat encontram Tins e Bens e tais. Com pouco mais de um ano de existência, já pisou em palcos respeitados do sudeste e prepara um primeiro disco com composições autorais.

Nos toca-discos, o convidado da vez é um antigo frequentador da casa: Dr. Caiaffo – um dos membros originais da equipe VooDoo, atualmente residente dos projetos Futuráfrica (Santos/SP) e Caixa Preta (São Paulo/SP) – volta a Porto Alegre para dividir a noite com o residente Oster. Pesquisador musical e colecionador de discos de vinil, editor do portal Feijão com Farofa e locutor do programa homônimo na minima.fm, ele promete voltar à VooDoo com a mala cheia de novidades e raridades do afrobeat em vinil. E também com toda aquela velha sede de tocar para a pista VooDoo até todo mundo perder as estribeiras.

Para completar o astral da festa, ainda teremos pinturas afro a cargo da maquiadora Bianca Duarte: residente em Porto Alegre, ela trabalha para editoriais e marcas de moda, já participou de algumas edições do Fashion Rio e SPFW, assim como em projetos de arte como a Exposição “Telas Vivas” do Grafiteiro Fernando “True”, ministra aulas de maquiagem e automaquiagem, e, desta vez, presta contribuição inestimável à africanização da pista VooDoo.

Africanize-se!! Venha conosco!!

 

SERVIÇO

1º FELA DAY RS
Noite VooDoo com show da ABAYOMY AFROBEAT ORQUESTRA (RJ)

Discotecagem
Oster & Dr. Caiaffo

Data
21/10, sexta-feira

Horário
23h

Local
Opinião, Rua José do Patrocínio, 834 – Cidade Baixa

Ingressos
1º lote: $25
2º lote: $30
na hora: $35

Pontos de venda
Lancheria do Parque (Osvaldo Aranha, 1086 – Bom Fim)
DonutsShop (Lopo Gonçalves, 108 – Cidade Baixa)
Complex (Protásio Alves, 3839 – antiga rótula, esq. Rua Gutemberg)
Lojas Trópico (Shoppings Iguatemi, Praia de Belas, Total, Moinhos, BarraShoppingSul, Bourbon Ipiranga, Canoas Shopping e Bourbon São Leopoldo)


Apoios
BD Divulgação
Catraca Filmes
DonutsShop
Núcleo Urbanóide
PressXpress
Cozinha de Afrodite
Tesch Transportes

Promoção
IpanemaFM

Realização
VooDoo