O Brasil na mira e no roteiro da música negra

Que o Brasil está em evidência até o Sri Lanka discute em suas rodas políticas. O país passou a integrar o roteiro de organizações e produções nas mais diversas esferas, seja econômica, científica ou cultural. Nessa esteira, muitos artistas renomados e seus shows pirotécnicos passaram e seguem passando por aqui, na certeza do franco crescimento brasileiro e do nosso momento positivo no cenário mundial diante da crise constante a assolar o velho mundo e os Estados Unidos. Nessa tendência, percebemos a vinda de muitos músicos vinculados a estilos sonoros em ascensão pelo resto do mundo. Não exatamente artistas ou bandas renomados e populares, com público cativo e numeroso, ainda mais num país, digamos, inexplorado para eles. É o caso da black music e, principalmente, do afrobeat, o gênero que mais cresce em todos os cantos do planeta desde a morte de Fela Kuti, no fim do século passado.

Este mês esteve em São Paulo (principal difusor cultural brasileiro) e no Recife (cidade com fortes raízes africanas) a Antibalas Afrobeat Orchestra. Trata-se de nada mais, nada menos que a maior banda de afrobeat do mundo. Fundada em 1998, um ano após a morte do criador do gênero, Fela Kuti, a orquestra é a precursora dessa onda afrobeat revival, inclusive tendo participação na criação do musical FELA, da Broadway. Confere uma entrevista do trompetista Jordan McLean ao blog Radiola Urbana e já fica sabendo mais um pouco da história dessa fantástica banda. Aqui o site deles. Enquanto isso, ouve uma sonzera dos caras.

 

Dando sequência a essa prova de que o afrobeat se consolidou no cenário musical mundial e brasileiro veio a divulgação da programação 2012 da Virada Cultural de São Paulo, grande evento promovido pela Secretaria da Cultura da cidade que reúne milhões de pessoas pelas ruas em 24 horas de atividades ininterruptas. Teve repercussão muito positiva a grade programada para a Praça Júlio Prestes, com músicos nigerianos, ganeses, congoleses e de outras nacionalidades, incluindo brasileira, “refletindo a emergência da raiz negra na cena musical paulistana”. Estarão se apresentando, entre outros, o filho de Fela e a banda que o acompanhava, Seun Kuti & Egypt 80; Tony Allen (ex-baterista de Fela); Ebo Taylor; os paulistanos da Bixiga 70, excelente orquestra de afrobeat que recentemente lançou disco; grupos jamaicanos e neozelandeses.

Tony Allen, ex-baterista de Fela, se apresenta na Virada Cultural de São Paulo

Ao mesmo tempo, no palco da Praça República o tom é de jazz, hip-hop, soul e funk. Destaque para os americanos Roy Ayers, Charles Bradley e Larry Graham (ex-baterista da Family Stone e líder do Graham Central Station). Ocorrendo entre sábado e domingo, 5 e 6 de maio, a Virada Cultural é um evento tradicional na capital paulista, e a edição deste ano terá mais de cem palcos espalhados pela cidade, oferecendo as mais diversas expressões artísticas aos mais variados públicos. Pra saber mais, consulta a programação completa no site da Virada Cultural de São Paulo.

Maceo Parker com Fred Wesley e Pee Wee Ellis no BMW Jazz Festival

E tem mais. Entre os dias 8 e 13 de junho ocorre a segunda edição do BMW Jazz Festival, novamente em São Paulo e no Rio de Janeiro. Após a bem sucedida estreia, ano passado, a produção do evento buscou locais mais amplos, disponibilizando mais ingressos ao público. O Festival se consolida no calendário dos grandes eventos, novamente aplicando a fórmula de trazer nomes consagrados e revelações, promovendo um repertório coeso de diferentes linhas do jazz e suas vertentes. O grande destaque dentre os artistas relacionados, sem dúvida nenhuma, é o excelente saxofonista Maceo Parker, contando ainda com participações dos seus parceiros de J.B.’s Fred Wesley e Pee Wee Ellis. Certamente, artistas que valem a programação e a viagem. Dá uma olhada no que pode rolar dum encontro desses três monstros do funk.

 

Tu podes ver detalhes do BMW Jazz Festival no site do evento.

Ficamos na expectativa do que mais pode surgir esse ano. E de que eventos e festivais de tal porte sejam realizados pelas bandas do sul do Brasil, se um dia Porto Alegre conseguir atingir o nível cultural de uma capital do mundo como São Paulo.

 

Anúncios

[1º FELA DAY RS] Fela Kuti, o afrobeat e sua influência no século XXI

Nesta sexta-feira, 21 de outubro, no Bar Opinião, ocorre o 1º FELA DAY RS na Noite VooDoo com show da ABAYOMY AFROBEAT ORQUESTRA. Pela primeira vez Porto Alegre celebra o evento mundial de homenagem a vida e obra de Fela Kuti, músico e ativista político nigeriano, criador do afrobeat, morto em 1997. Confere o video feito pela Catraca Filmes pra divulgação dessa noite histórica.

Fela Kuti usou sua música como arma pra combater os abusos de poder da ditadura nigeriana. Suas letras provocativas, cuspidas com gana, e seu som vibrante e totalmente envolvente se proliferaram e, podemos dizer, viajaram no espaço e no tempo. Hoje, no século XXI, o afrobeat está mais vivo do que nunca, a exemplo do próprio Fela.

Fela

A cada ano, mais e mais lugares celebram o FELA DAY, data criada pra relembrar seu aniversário, em 15 de outubro. Assim o afrobeat vai se espalhando pelo mundo e influenciando cultura e produção musical. Ilustrando isso, reunimos duas matérias veiculadas recentemente: uma exaltando Fela Kuti e sua data; outra falando sobre o afrobeat como referência para diversas novas bandas no mundo.

A Piauí, no próprio dia 15 de outubro, publicou um breve e bom texto sobre Fela Kuti, sugerindo a sensação de que ele “segue vivo”. Biografia, musical na broadway, seus filhos, seus ideais políticos, o afrobeat e bandas atuais. Destaca ainda o documentário “Music is the weapon” e outros videos do músico. Vê a matéria completa aqui.

Abayomy

O Globo fez uma bela matéria sobre o legado de Fela Kuti, iniciando com o recente e premiado musical “Fela!”, produzido por Will Smith e Jay-Z. Depois ainda realça como a África está em alta (culturalmente falando) nos Estados Unidos e na Europa, e como o ritmo de Fela influencia a produção musical contemporânea, citando diversas bandas do chamado Afrobeat Revival, como Antibalas, Budos Band e a própria Abayomy Afrobeat Orquestra, do RJ, atração do nosso 1º FELA DAY RS. Confere a matéria na íntegra.

Na última década já surgiram diversas bandas no velho mundo e na terra do Tio Sam. Agora, no Brasil, o movimento está tomando corpo. Além da Abayomy, primeira do gênero no país, temos a Bexiga 70 de São Paulo, por exemplo, e músicos navegando pelo estilo, como o nosso parceiro Tonho Crocco e sua banda Partenon70 (o Fela Kuti e Africa70 dos pampas!).

Vem com a gente nessa Noite VooDoo com a ABAYOMY pro 1º FELA DAY RS, celebração histórica pra capital gaúcha!

 

[21/10, sexta] 1º FELA DAY RS na Noite VooDoo com show da ABAYOMY AFROBEAT ORQUESTRA

O mês de outubro é marcado, no seu dia 15, pelo nascimento do criador do afrobeat. Em 1938, o músico e ativista Fela Kuti vinha ao mundo predestinado a fazer história através de sua obra artística e política. Depois de seu falecimento, em 02 de agosto de 1997, internacionalmente celebra-se sua memória e a atualidade de seu legado em eventos conhecidos como Fela Day.

A VooDoo, neste ano de 2011, com o intuito de seguir difundindo o tão pouco conhecido ritmo afrobeat no sul do país, bem como de seguir difundindo os princípios libertários pregados e vividos por Fela, tem o prazer de organizar o primeiro evento do tipo em Porto Alegre.

Para capitanear esta noite de africanidades, o palco do Opinião recebe – pela primeira vez em Porto Alegre – a Abayomy Afrobeat Orquestra, a primeira banda de afrobeat formada em nosso país, diretamente do Rio de Janeiro. A Abayomy foi criada para fazer o FELA DAY RJ, reúne 13 músicos do cenário nacional e apresenta um repertório onde clássicos do afrobeat misturam-se a composições próprias e onde as raízes da música africana misturam-se às suas derivações latinas nos ramos originalmente brasileiros.

Abayomy – que, em yorubá, significa encontro feliz –, Fela e toda a nova linhagem do afrobeat encontram Tins e Bens e tais. Com pouco mais de um ano de existência, já pisou em palcos respeitados do sudeste e prepara um primeiro disco com composições autorais.

Nos toca-discos, o convidado da vez é um antigo frequentador da casa: Dr. Caiaffo – um dos membros originais da equipe VooDoo, atualmente residente dos projetos Futuráfrica (Santos/SP) e Caixa Preta (São Paulo/SP) – volta a Porto Alegre para dividir a noite com o residente Oster. Pesquisador musical e colecionador de discos de vinil, editor do portal Feijão com Farofa e locutor do programa homônimo na minima.fm, ele promete voltar à VooDoo com a mala cheia de novidades e raridades do afrobeat em vinil. E também com toda aquela velha sede de tocar para a pista VooDoo até todo mundo perder as estribeiras.

Para completar o astral da festa, ainda teremos pinturas afro a cargo da maquiadora Bianca Duarte: residente em Porto Alegre, ela trabalha para editoriais e marcas de moda, já participou de algumas edições do Fashion Rio e SPFW, assim como em projetos de arte como a Exposição “Telas Vivas” do Grafiteiro Fernando “True”, ministra aulas de maquiagem e automaquiagem, e, desta vez, presta contribuição inestimável à africanização da pista VooDoo.

Africanize-se!! Venha conosco!!

 

SERVIÇO

1º FELA DAY RS
Noite VooDoo com show da ABAYOMY AFROBEAT ORQUESTRA (RJ)

Discotecagem
Oster & Dr. Caiaffo

Data
21/10, sexta-feira

Horário
23h

Local
Opinião, Rua José do Patrocínio, 834 – Cidade Baixa

Ingressos
1º lote: $25
2º lote: $30
na hora: $35

Pontos de venda
Lancheria do Parque (Osvaldo Aranha, 1086 – Bom Fim)
DonutsShop (Lopo Gonçalves, 108 – Cidade Baixa)
Complex (Protásio Alves, 3839 – antiga rótula, esq. Rua Gutemberg)
Lojas Trópico (Shoppings Iguatemi, Praia de Belas, Total, Moinhos, BarraShoppingSul, Bourbon Ipiranga, Canoas Shopping e Bourbon São Leopoldo)


Apoios
BD Divulgação
Catraca Filmes
DonutsShop
Núcleo Urbanóide
PressXpress
Cozinha de Afrodite
Tesch Transportes

Promoção
IpanemaFM

Realização
VooDoo

 

Fotos de mais um Ritual Especial Afrobeat no mês de FELA KUTI

Mais uma vez tivemos um Ritual VooDoo memorável no mês de outubro.

Mais uma vez contando com live act poderoso de músicos talentosíssimos da cena portoalegrense (e brasileira), os presentes deleitaram-se numa noite recheada de muito afrobeat. Um astral todo especial, um clima sensacional e muita gente bonita numa festa que marcou muitos participantes (alguns debutantes!). Confere as belas fotos do Peter Krause no álbum do Flickr.

Rodrigo Siervo, Roger Canal, Celinho Brack, Cristiano Sassá e nosso Fela Kuti dos pampas, Tonho Crocco, incorporaram o criador do afrobeat e sua banda Africa 70 em dado período da festa, seguindo o compasso da discotecagem do residente Oster, dando-lhe nova forma e desenhando a loucura da noite. A bonecada delirou do início ao fim, e viu-se mais um Ritual maravilhoso, e tivemos mais uma VooDoo sensacional.

E partimos pra diante. Nosso FELA DAY não terminou aí. Dia 21 de outubro, uma sexta-feira, teremos o FELA DAY RS na Noite VooDoo no Bar Opinião. É a banda carioca ABAYOMY AFROBEAT ORQUESTRA, a primeira banda brasileira do gênero, já com mais de ano de estrada e muitos trabalhos autorais, a atração especial pra celebrarmos pela primeira vez no pago data mundialmente lembrada. De quebra, contaremos com o retorno do nosso Dr. Caiaffo como parceria luxuosa na discotecagem. Pra ficar mais bonito ainda, teremos pinturas afro feitas pela querida amiga e maquiadora Bianca Duarte, pra todo mundo entrar no espírito. Imperdível! Garante já teu ingresso antecipado pra mais essa data histórica!

Transformemos o Opinião no Shrine. Vejamos a Abayomy incorporar FELA & Africa 70. Admiremos as mulheres maquiadas como suas rainhas. Tornemos a capital gaúcha um pouco mais africana, e entremos pro hall das cidades que têm na sua oferta cultural os maiores eventos de comemoração do FELA DAY em todo o mundo.

Africanize-se! Venha conosco!
Afrobeat no go die!

 

[09/10, domingo] Ritual VooDoo #23 Especial Afrobeat

Quem esteve na VooDoo de outubro de 2010 não nos deixará mentir: foi uma catarse coletiva na pista!! Um dançar sem eira nem beira acompanhado de explosões de riso e de cantos ancestrais libertados.

Passado um ano daquela noite inesquecível, a boa notícia é que vamos repetir a dose novamente, e vai ser bem pior.

Na VooDoo de outubro, começamos a celebrar um mês inteiramente dedicado ao criador do afrobeat, o músico e ativista nigeriano Fela Kuti. Oster recebe nos toca-discos o compositor, músico e ativista gaúcho Tonho Crocco, e juntos eles destilam do bom e do melhor em afrobeats e demais vertentes da música negra mundial.

Além disso, a VooDoo tem o prazer de receber novamente o Live Act mais explosivo da província: completando o serviço de discotecagem, Roger Canal (trompete e efeitos), Rodrigo Siervo (Sax Barítono e efeitos), Celinho Brack e Cristiano Sassá (percussão) fazem da pista do Cabaret um território livre para a improvisação eletroacústica, engrossando o caldo do som com harmonias instantâneas, batucada improvisada e manifestações improvisadas de canto e rima.

Traga também seu instrumento percussivo e participe deste momento único, porque nós queremos nada menos do que tocar novamente o terror na casa, garantindo o máximo de suor nos belos dias de uma nova primavera!

Afrobeat No Go Die!

 

SERVIÇO

Ritual VooDoo #23 Especial Afrobeat
residente Oster

Convidado: Tonho Crocco
Live Act com Tonho Crocco, Rodrigo Siervo, Roger Canal, Celinho Brack e Cristiano Sassá
Quando: 09/10, domingo, 21h
Local: Cabaret!, Independência nº 590
Quanto: $20 na hora$15 até 23h com nome na lista pelo site do Cabaret!, e-mail festavoodoo@gmail.com ou mural do evento no Facebook

: : Dose dupla de Polar até 23h : :

 

A arte do mês foi obra do Pedro Gutierres.

 

[29/06, quarta] Lançamento do livro “FELA – Esta Vida Puta” + VooDoo no Ocidente

No dia 29 de junho próximo, a equipe VooDoo presta nova homenagem a um de seus maiores inspiradores, Fela Anikulapo-Kuti (1938-1997). Numa parceria com o Santander Cultural, a Editora Nandyala e o Bar Ocidente, promoveremos uma sessão de cinema com o filme “Music Is The Weapon”, o lançamento oficial em terras gaúchas do livro “FELA – Esta Vida Puta” e, claro, uma nova e grande celebração coletiva e festiva na mítica esquina da João Telles com a Osvaldo Aranha.

“Music Is The Weapon”, dirigido por Jean-Jacques Flori e Stephane Tchalgadjieff (1982, 53 min.), é um documentário que capta o músico e ativista nigeriano no topo de sua carreira. Composto por entrevistas feitas com Fela e com algumas de suas muitas esposas, assim como por gravações de algumas de suas catárticas performances ao vivo, o documentário mostra várias facetas da vida desta figura tão apaixonante quanto controversa: mostra Fela como artista internacionalmente renomado e homem do povo, como músico e como um dos principais ativistas na política nigeriana da época.

“FELA – Esta Vida Puta” (Ed. Nandyala, 2011) é a primeira tradução para o português da biografia oficial do nigeriano, escrita pelo professor e pesquisador cubano Carlos Moore e recentemente lançada no Brasil. Doutor tanto em Etnologia quanto em Ciência Política pela prestigiosa Universidade de Paris-7, França, e atualmente residindo em Salvador, Bahia, Moore tem extenso trabalho de pesquisa e vários livros publicados internacionalmente. Suas temáticas são a cultura e os movimentos de resistência negros. O autor, que conviveu pessoalmente com Fela e tornou-se mesmo seu amigo, estará presente no lançamento do livro em Porto Alegre, onde fará uma sessão de autógrafos e participará de um bate-papo e do coquetel oferecido pela VooDoo aos presentes. Além disso, estarão em exposição as capas dos discos que o próprio Fela doou ao autor, atualmente sob os cuidados da Casa das Áfricas, em São Paulo.

De noite, enfim, pra celebrar momentos tão singulares e presenças tão marcantes entre nós, e também porque muito da força política de Fela foi transmitida através de sua música e das celebrações tanto na República Kalakuta quanto no Shrine, tocaremos e dançaremos febrilmente sobre algumas das melhores trilhas da história e da atualidade da música negra mundial na pista do não menos importante Bar Ocidente, com seleção do residente J.Oster da VooDoo e do convidado Tonho Crocco.

Neste dia, o Programa VooDoo, da Rádio Ipanema FM, será transmitido ao vivo do Ocidente.

Não deixe de participar.

Nosso abraço!

Equipe VooDoo

 

SERVIÇO | Quarta-feira, 29 de junho

—> Lançamento do livro “FELA – Esta Vida Puta”
SANTANDER CULTURAL
(a partir das 18h30 | Entrada Franca)
Rua Sete de Setembro, 1028, Centro

Programação:
18h30 – exibição do documentário “Music is the Weapon” (Capacidade para 90 pessoas)
19h30 – Sessão de autógrafos com Carlos Moore
21h – Encerramento

—> Festa VooDoo de lançamento do livro “FELA – Esta Vida Puta”
com os DJ’s J. Oster e Tonho Crocco
exibição de filmes e documentários sobre afrobeat e black music
transmissão ao vivo do Programa VooDoo (Ipanema FM)

OCIDENTE (22h)
João Telles esquina Osvaldo Aranha

Ingressos:
R$20,00 antecipados na Lancheria do Parque (Av. Osvaldo Aranha, 1086) e na DonutsShop (Lopo Gonçalves, 108 – Cidade Baixa)
R$25,00 na hora

Apoio
Núcleo Urbanóide
DonutsShop
BD Divulgação
Catraca Filmes
PressXpress
Editora Nandyala
Casa das Áfricas

Promoção
Ipanema FM

Realização
VooDoo

_________________________________________________________

Fotos do Ritual VooDoo 09!!!

O que dizer? Como descrever? O que foi aquela noite linda de domingo no Cabaret?

Em outubro tivemos não apenas mais um memorável Ritual VooDoo. Tivemos, talvez, uma das festas mais fantásticas dos últimos tempos!

A dificuldade em se qualificar o que ocorreu naquele domingo 10/10/10 nos mostra isso! “Épico”, “transe”, “tribalístico”, “espetacular” foram algumas tentativas. O grande parceiro Sassá, participante do live act que levou todos ao êxtase na pista, lançou: “Uma das melhores festas que fui esse ano, e acredito que de todos que foram lá”.

Ele, junto com os parceiros Roger Canal (autor do belíssimo cartaz da edição) e Marcelo Brack, e com participações improvisadas dos amigos Fred e Rodrigo, mataram a pau num live act totalmente livre, enquanto o mestre Tonho encarnava Fela Kuti no microfone! Simplesmente inebriante, deixando todos, sem exceção, embriagados! Embriagados com a nova bebida da casa: o AFRO ON THE BEAT!

E foi assim que, pela primeira vez, a VooDoo amanheceu uma segunda-feira.

E foi assim que muitos de nós não conseguimos dormir, ainda irradiando as batidas daquele afrobeat maravilhoso pela mente e pelo corpo.

E foi assim que dançamos livres, que sorrimos, fechamos e abrimos os olhos, nos divertimos, felizes…

E é assim que seguimos no ritmo VooDoo.

Confere as fotos dessa noite linda no nosso Flickr.

O Cabaret cheio num domingo à noite deixa claro que o Ritual já se instalou em Porto. Pessoas de todas as classes, idades, preferências, todos os credos, todos imbuídos do groove como movimento! Teve até quem levou o pai pra participar, ver com os próprios olhos como se faz VooDoo em Porto Alegre!

Quem foi, viu e sentiu.

Quem perdeu, não se entristeça, em breve tem mais: dia 28/10, quinta, nova edição no Pé Palito, na Cidade Baixa! E com convidados de peso, como sempre!

Estamos avisando: VooDoo tá dominando!

_______________________________________________________