FUNK COMO LE GUSTA fazendo VooDoo no Opinião

E que linda noite tivemos nesta última quinta-feira, na Cidade Baixa!

Na segunda edição da Noite VooDoo no Bar Opinião, desta feita com show do FUNK COMO LE GUSTA, um grande público celebrou uma verdadeira missa de DESCARREGO! Mas no sentido inverso: a bonecada se reuniu pra receber os demônios do groove numa descarga ANIMALESCA. Esse é o caminho do bem, sim, o caminho da cura: “A Cura pelo Som” – seu mais recente disco, resultado dos últimos cinco anos de trabalho – é o que a estupenda banda paulista veio nos apresentar. Comprova pelas belas fotos do Peter Krause no álbum do nosso Flickr.

Pela manhã, RECOLHEMOS toda a MANADA e suas toneladas de funk no aeroporto (brincamos que eles estariam na CARGA, chegando pela esteira), com as sempre eficientes vans da Tesch Transportes. Desde então, até a passagem de som, culminando num show impecável, a simpatia e o interesse explícito por parte de todos (músicos e produção) era notório. Tesão é a palavra que levam de sobra em suas apresentações. E levaram de volta, em retribuição, os sorrisos abertos e a emoção incontida de todo o público, feliz com o espetáculo.

Após o aquece comandado por Oster e Jaison, a banda habitou o palco e despejou funk como a gente gosta! Uma descarga de várias toneladas de groove acumulada desde o século passado, sem perdas! O resultado foi um show incrível de duas horas, passeando pelos seus 13 anos de história, desde os reverenciados clássicos Funk de Bamba, 16 Toneladas e SOS, até excelentes sons do novo trabalho, como La Vida Irá e a eletrizante Agente 69, que encerrou o show. O bis começou com a já tradicional mas sempre surpreendente descida à pista, tocando no meio do público, numa interação inigualável. A catarse provocada e a alegria gerada por aquele momento elevam o grupo a um patamar diferenciado. A FURIOSA música Nervosa e Zambação encerraram o transe, deixando a atmosfera ideal pra VooDoo prosseguir até que o último vivente ali presente entregasse seu corpo definitivamente ao DEMO ou à busca por um simples e recompensador descanso.

Em mais uma noite histórica pra Porto Alegre, em mais um show memorável na província, recebemos a receita da “Cura pelo Som”. Uma banda essencialmente COLETIVA, com presença de palco absurda de seus músicos talentosos e polivalentes, que ESCULPEM música e se divertem enquanto divertem o público de forma democrática. Seus figurinos uniformizados e a descida ao meio da pista provam que não desejam se colocar acima de ninguém, nem dentro do grupo, nem perante a massa. Seu objetivo é difundir o bem, é a música. E assim o FUNK COMO LE GUSTA fez VooDoo no Opinião.

Não foi noite de Ritual. Mas uma MISSA especial. Um encontro de fiéis em busca da cura coletiva. E foi o que tivemos. Em dose única, cavalar, ou doses homeopáticas, igualmente pesadas… não importa! A porrada foi dada; o efeito, imediato. E prolongado! “O que foi aquilo, meu Deus?” foi uma das frases proferidas após a noite de quinta; com o Santo nome em vão, mas por razões que Ele há de entender… Tudo em prol da Santa Cura!

A gente não vive sem música. Música da boua! É a nossa droga. É o nosso remédio! E a receita daquela equipe de roupa branca é prescrita também por nós, da VooDoo!

Muito obrigado, doutores do FUNK COMO LE GUSTA! Bem vindos à família VooDoo, e até a próxima!

 

Anúncios

Mais fotos do Ritual VooDoo de aniversário!

Já no nosso Flickr o segundo lote de fotos do Ritual VooDoo de aniversário com o Mr. Funky Santos.

Acessa lá, comenta, divulga, repercute as imagens com os amigos pra eles entenderem do que a gente tá falando!

As fotos são do Peter Krause.

________________________________________________________