Porto Alegre tem várias festas; apenas um RITUAL! Fotos da VooDoo 04, Especial Copa do Mundo na África!

Demorou, mas as fotos do quarto ritual, realizado em 13 de junho, estão no ar! Confere no Flickr.

Ritmo de Copa do Mundo, ritmo suingado, bola no pé e afrobeat no corpo. A sensação desta celebração ao povo negro foi de êxtase. A música hipnotizante injetou nos participantes o DNA diferente do povo africano. Diferente no modo todo sensual do movimento, de deixar o corpo navegar na malemolência, no ritmo quase espiritual da dança. Um arranjar todo especial do esqueleto e dos músculos ao ouvir o som inebriante do afrobeat intenso destilado pelos residentes da VooDoo.

O povo dançou de olhos fechados e sentiu a penetrante música africana. Especial. Uma homenagem obrigatória.

Se a África não é dona da bola, fica a homenagem aos anfitriões, donos do campinho nesse ano. Donos do ritmo e do suingue. Povo sofrido, porém acolhedor. Portadores de chagas eternas causadas pela discriminação infundada de uma civilização ignóbil, mas donos de habilidades superiores, talvez nunca alcançadas pelo brancos invejosos por tamanha criatividade e profundidade em sua música, sua dança, suas celebrações de vida.

Agradecemos a todos os seguidores e já os convocamos ao quinto ritual VooDoo, dia 11/07, sempre às 21h, sempre no Cabaret!

Fotos do Peter Krause, também assíduo nos rituais. Outro que não consegue ficar indiferente à hipnose da música black da VooDoo.

Assina o blog e recebe as atualizações e conteúdos por e-mail!

_______________________________________________________

Anúncios

[13/06] VooDoo #04 e a Copa do Mundo na África!

Da mistura dos ritmos e músicas yorubás, da sonoridade das bandas do highlife africano, da pegada do jazz e do swing do funk, é desta mistura que surge o que conhecemos como Afrobeat. Surgiu na África, anos 70. Nigéria, Mali, Egito… o funk também tem sua casa lá. Normalmente tocado por big bands, os combos de Afrobeat soam energicamente, investem no improviso e numa batida absolutamente hipnotizante. Muitas vezes cantados em línguas africanas, outras num inglês bastante duvidoso, eles instalam um novo universo de groove. Seu fundador: Fela Kuti. Uma mistura de líder, de mártir, de compositor, músico e maestro, perseguido pelo governo por sua música e atitudes. Fela Kuti e sua música como ativismo político, tônica de grande parte dos combos que vieram então. Atualmente, o Afrobeat é redescoberto e volta a ser prensado, apreciado e tocado.

Aproveitando a ocasião da Copa da África, pra já entrar no clima e mandar nosso axé para o povo de Dunga, o quarto ritual VooDoo apresenta seleções musicas especiais: um panorama dançante deste som africano dá o tom da festa, e junto com isso toda a funkera que normalmente cai na pista do Cabaret! Rafa Rubim, J. Oster & Dr. Caiaffo no som.

Vem participar do ritual pra tremer o inferninho e fazer VooDoo nos adversários. Ballack, Beckham, Pirlo, Rio Ferdinand, Drogba… tem medalhão já sentindo o efeito!

E tem dose dupla de Polar até 23h!

Assina o blog pra receber as atualizações no teu e-mail e ficar por dentro de todas as informações e conteúdos.

Até lá!


SERVIÇO

VooDoo #04 Especial Copa do Mundo na África!

Com os residentes Rafa Rubim, J. Oster & Dr. Caiaffo

QUANDO? Domingo, 13 de junho, 21h
ONDE? Cabaret!, Independência, 590
QUANTO? $ 10$ 8 com nome na lista até 23h (dose dupla de Polar até esse horário!)

PROMOÇÃO

Pra concorrer a convites pro nosso ritual basta seguir a Festa VooDoo no Twitter (@festavoodoo) e postar o seguinte texto: “A @festavoodoo #04 rola no domingo, 13/06, às 21h, no @cabaret_! http://www.festavoodoo.wordpress.com

Video institucional no Youtube:

http://www.youtube.com/festavoodoo

A arte de junho é obra do Fábio Zimbres e da parceria com a Noz.Art.

_______________________________________________________